Objetivo do Banco do Povo é atender demanda de pequenos comerciantes da economia popular e solidária


Os empréstimos do BPCS (Banco do Povo Crédito Solidário) em Diadema deverão crescer cerca de 50% em 2011. Das 385 operações realizadas em 2010, totalizando R$ 589 mil, a previsão é que este ano o valor em financiamento alcance R$ 882 mil. Em 2009 o Banco fechou 247 empréstimos, garantindo a liberação de 356 mil reais a microempreendedores que atuam no mercado informal.

Segundo o gerente executivo do Banco, Almir da Costa Pereira, a estimativa positiva se deve ao incremento das operações financeiras que o BPCS vem fazendo junto a grupos de economia solidária no município e em outras cidades do ABCD. Ele explica que o Banco é uma Oscip (Organização da Sociedade Civil de Interesse Público) de microcrédito que promove o crédito individual e de grupos solidários. "Com isso, estamos contribuindo para o desenvolvimento do empreendedorismo popular de nossa região", afirma.

Outro dado importante é o relacionado à inadimplência. Segundo a organização, nos últimos 23 meses ela foi inferior a 2%. Em Diadema, no ano passado, a falta de pagamento não passou da casa dos 0,30%, sendo o menor índice do Banco do Povo no ABC.

Média de empréstimo - Na média, cada financiamento efetuado em Diadema ficou em torno de 1,5 mil reais com juros de 3,9% ao mês. Os valores emprestados foram aplicados em diversos empreendimentos da economia popular, sendo 3,57% destinados para o setor de produção, 75,79% para a área do comércio e 11,11% para serviços. A maioria dos empréstimos foi tomado por mulheres, 75,60%, e os outros 25,40% restantes foram direcionados aos homens.

O BPCS começou a operar em Diadema no ano de 2003. Desde esta data até dezembro de 2010 foram realizadas 1993 operações de crédito viabilizando R$ 2,977 milhões em empréstimos. Para o presidente do Banco, Hildo Soares de Souza, a preocupação da instituição é incentivar o crédito solidário, atendendo a empreendedores que não tem acesso ao sistema financeiro tradicional. "Em 2010 na Região do ABC realizamos R$ 6,5 milhões em empréstimos para 4.148 operações de créditos. Para 2011 a meta é emprestar R$ 8,5 milhões", argumenta.

Criado em 1998, o Banco do Povo é uma organização da sociedade civil que tem como parceiros as prefeituras de Santo André, Diadema, Ribeirão Pires, Mauá, a Cúria Diocesana e entidades sindicais. Atua com recursos próprios e outros captados junto a instituições do sistema financeiro tradicional, entre eles o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e a Caixa Econômica Federal.

Por promover crédito popular, em 2010 o Banco do Povo foi a única organização não governamental da Região Sudeste a receber o Citi Melhores Microempreendimentos 2010. O prêmio foi concedido pelo Citibank, em parceria com a organização não-governamental Grupo de Aplicação Interdisciplinar à Aprendizagem (GAIA), e tem como função reconhecer os empreendedores de sucesso, destacando a importância do microcrédito no desenvolvimento sustentável de comunidades de baixa renda.

Serviço – Em Diadema o Banco do Povo atende em dois endereços. No Centro da cidade, na Av. Antonio Piranga, 123, sala 26, de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h. Na Associação de Apoio à Criança em Risco (ACER) - Rua João Antonio de Araújo, 427, Eldorado, às sextas-feiras, das 9h às 12h.


Fonte:
http://www.abcdmaior.com.br/noticia_exibir.php?noticia=27393

Compartilhe: